ABC do Dentista - Clínica Dentária Lisboa

ABC do Dentista

A | B| C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z

A

Abcesso

Infecção dolorosa causada por trauma ou por bactérias provenientes das gengivas ou dos dentes. O abcesso é, frequentemente, acompanhado por inchaço e pus.

Alisamento radicular

Raspagem do tártaro infra-gengival que se situa na superfície das raízes dos dentes e do cimento radicular infectado (1ª camada da raiz do dente).

Amálgama

Material de restauração composto fundamentalmente por prata e mercúrio. A sua característica principal é a longa duração, mas por ter uma cor escura (10 – 20 anos), aplica-se em molares ou em zonas pouco visíveis.

Apicectomia

Consiste em cortar a ponta da raiz, pela gengiva, e fazer e fazer a desvitalização do resto do dente que fica inserido no osso.

B

Branqueamento

Procedimento estético através do qual se branqueiam os dentes por meio de uma substância química ou por técnica laser. Pode ser efectuado em consultório ou em casa (recorrendo a moldeiras), sob orientação do médico dentista.

Bruxismo

Bruxismo ou “ranger os dentes” é uma doença caracterizada por apertar ou ranger os dentes provocando, nos mesmos, desgaste anormal. Esta perturbação acontece frequentemente durante a noite de modo inconsciente e tem como causa o stress e a posição dentária inadequada.

C

Cárie

É a destruição localizada dos tecidos dentários causada pela acção das bactérias. Podem ser:

  • coronárias (localizadas nas superfícies oclusais ou entre os dentes)
  • radiculares localizadas nas raízes dos dentes
  • recidivantes localizadas à volta das restaurações ou das coroas

Cirurgia de retalho

Afastamento cirúrgico da gengiva para raspagem das raízes (alisamento radicular).

Cirurgia oral

Especialidade responsável por actos cirúrgicos. Destes o mais vulgar é a extracção que pode apresentar diversa complexidade consoante o estado dos dentes ou a sua posição (dentes inclusos).

Compósito

Material de restauração branco, mais estético que a amálgama mas menos resistente e durável.

Coroa metalo-cerâmica

Capa sobre o dente danificado com base metálica e coberta por cerâmica.

Coroa de cerâmica pura

Capa sobre o dente danificado feito em cerâmica pura.

D

Decíduos

O mesmo que dentes de leite. Os dentes começam a aparecer por volta dos 6 meses e aos 3 anos a dentição de leite está, em regra, completa, isto é, com 20 dentes.

Dentascan

Exame radiológico extra-oral computorizado que permite obter secções da mandíbula e da maxila e visualizar as estruturas ósseas para estudo no planeamento da colocação de implantes quer no arco maxilar quer no mandibular.

Dente

Dentes são estruturas duras, salientes e esbranquiçadas compostas por polpa, dentina e esmalte que são implantados no maxilar (dentes superiores) ou na mandíbula (dentes inferiores). Têm essencialmente 3 funções:

  • mastigatória
  • fala
  • estética

Os dentes têm 5 faces:

  • Oclusal
  • Vestibular
  • Lingual / Palatino
  • Distal
  • Mesial
    • supragengival – localizado acima da margem da gengiva, ou seja, na superfície do esmalte.
    • subgengival – localizado abaixo da margem da gengiva, ou seja, na superfície da raiz.

Dente do siso

Os dentes do siso são assim designados por nascerem, geralmente, entre os 17 e os 20 anos de idade e corresponde ao terceiro molar existindo dois na arcada superior e dois na arcada inferior.

Dente canino

Os caninos são 4, sendo 2 na arcada superior e 2 na inferior e a sua função é a de rasgar os alimentos sendo, para isso, pontiagudos.

Dente do siso

Os dentes do siso são os últimos molares a nascer, normalmente entre os 16 e os 20 anos.

Dente incisivo

Os incisivos, em número de 8, 4 em cada arcada, são dentes que servem para cortar os alimentos e, por isso, são afiados e localizam-se na frente da boca.

Dente incluso

Dente não erupcionado que está no interior da gengiva sendo necessário proceder à abertura da mesma para se poder fazer a sua extracção.

Dente molar

Os 4 molares, 2 superiores e 2 inferiores, são dentes que se localizam no fundo da boca, têm a coroa praticamente lisa e a sua função é a de desfazer os alimentos.

Dente pré-molar

Os pré-molares são 8, 4 na arcada superior e 4 na inferior, dentes com e a sua função é a de triturar os alimentos.

Dentição permanente

Dentição característica dos adultos. A dentição permanente começa aos seis anos e termina, regra geral, aos 18 anos. A dentição permanente é composta por 32 dentes (8 incisivos, 4 caninos, 8 pré-molares, 12 molares sendo 4 terceiros molares ou dentes do siso.

Destartarização

Limpeza do tártaro, por método mecânico, eliminando manchas dos dentes e prevenindo a doença periodontal.

Doença gengival

O mesmo que gengivite.

E

Endodontia

O mesmo que desvitalização dos dentes e consiste na remoção da polpa dentária (nervos e vasos sanguíneos), limpeza e substituição por material obturador. Com esta técnica consegue-se a manter a funcionalidade dos dentes embora sem vida. Na endodontia mecanizada esta técnica é efectuada com equipamentos eléctricos com maior precisão, maior garantia de sucesso e com menos tempo de cadeira.

Espaço interproximal

Espaço entre 2 dentes adjacentes.

Exodontia

Acto cirúrgico que consiste na extracção de um dente. Pode revestir vários graus de complexidade, podendo ser simples ou cirúrgica.

Exodontia com sutura

Exodontia seguida de sutura da gengiva a que se recorre nos casos em que a extracção foi mais traumática ou no caso de se fazerem várias extracções. O ponto de sutura é retirado, habitualmente, ao fim de uma semana.

F

Face vestibular

Face do dente do lado do lábio.

Face lingual

Face do dente do lado da língua

Faceta

Cobertura de cerâmica ou de compósito destinado a melhorar o aspecto dimensional e da cor dos dentes.

Flúor

Elemento importante que se acumula nos ossos e dentes conferindo-lhe uma maior resistência. O excesso de flúor provoca a fluorose.

Fístula

Consiste numa pequena porção de gengiva, (“bolha”) que se apresenta como um trajecto dentro do osso e pelo qual o dente drena pus proveniente do abcesso.

G

Gengivite

Inflamação do tecido gengival causada por placa bacteriana ou tártaro. Pode evoluir para periodontite caso não seja tratada.

I

Implante

Peça de titânio biocompatível que é colocada, através de cirurgia, no osso da mandíbula ou do maxilar e que serve de pilar para uma coroa ou prótese dentária.

M

Mandíbula

A mandíbula é a parte móvel do crânio que forma a parte inferior e que suporta os dentes inferiores.

Maxilar

Maxilar é a estrutura da região frontal que suporta os dentes superiores e que é formada por dois ossos geminados, as maxilas.

O

Oclusão

Refere-se ao alinhamento e espaçamento entre os dentes superiores e inferiores quando se fecha a boca.

Odontopediatria

Especialidade com competência no tratamento e prevenção das doenças relativas à dentição de crianças e jovens abrangendo todos os aspectos desta fase de desenvolvimento.

Ortodontia

Especialidade da medicina dentária que estuda as técnicas destinadas a melhorar os defeitos de posição dos dentes com o objectivo de conseguir uma melhor função mecânica e estética. Utilizam-se, com este objectivo, aparelhos fixos e móveis que permitem aplicar gradualmente os esforços que colocam os dentes nas posições correctas. Este tratamento aplica-se sobretudo a crianças mas também os adultos a ele recorrem cada vez mais.

Ortopantomografia

Radiografia obtida com um equipamento extra-oral (ortopantomógrafo) que roda em torno da cabeça do paciente e que permite visualizar os ossos faciais e todos os dentes. Esta radiografia é indispensável para o estudo de implantes, ortodontia e periodontologia.

P

Periodontia

Especialidade que diagnostica, estuda e trata as doenças do sistema de implantação e suporte dos dentes (periodontite).

Periodontite

Inflamação do periodonto que inclui todos os tecidos que suportam os dentes e os mantêm em posição: gengiva, osso, ligamento periodontal (liga o dente ao osso e amortece as forças) e cimento (1ª camadada raiz do dente). A inflamação destes tecidos provoca reabsorção dos mesmos levando à perda de tecido de suporte. Os dentes começam a abanar e caem sozinhos.

Placa bacteriana

Película transparente constituída por bactérias a açúcares que adere aos dentes e que se não for removida diariamente se transforma em tártaro. A placa bacteriana é a principal causa de cáries dentárias e da doença gengival.

Polimento

Acabamento após restauração.

Ponte

Um ou mais dentes artificiais apoiados em ambos os lados em implantes ou dentes adjacentes.

Prostodontia

Especialidade da Medicina Dentária responsável pela reabilitação do paciente desdentado parcial ou total recorrendo à substituição dos dentes perdidos por dentes artificiais. Utilizam-se próteses removíveis (esqueléticas ou acrílicas) e fixas como sejam coroas ou pontes.

Prótese acrílica

Prótese removível total ou parcial cuja base é feita em resina acrílica. As próteses totais podem ter a estrutura de resina reforçada com uma rede metálica.

Prótese esquelética

Prótese removível parcial cuja base é feita em metal cromo-cobalto.

Prótese fixa

Prótese não retirável da boca sem meios especiais (em consultório). É feita em material metalo-cerâmico ou cerâmica pura, para uma imitação perfeita da cor e brilho dos dentes naturais.

Prótese removível

Prótese que pode ser colocada e retirada facilmente pelo utente. Estas próteses podem ser totais ou parciais e superiores ou inferiores. No que se refere ao material podem ser acrílicas ou esqueléticas.

Pulpectomia

Acto de retirar o nervo dos dentes e higienizar as paredes internas dos canais dentários, no âmbito da endodontia.

Pulpotomia

A pulpotomia é a remoção da polpa presente na câmara pulpar preservando o tecido que está nos condutos radiculares (canais). A pulpotomia está indicada, principalmente, na odontopediatria

R

Radiografia periapical

Radiografia obtida com o sensor de RX colocado no interior da boca. Regra geral apanha, no máximo 3 dentes e serve para detectar a existência de cáries, detectar quistos na ponta da raiz, defeitos ósseos, estado das desvitalizações, etc..

Radiografia bitewing

Radiografia obtida com o sensor de RX colocada no interior da boca. Regra geral apanha, no máximo 6 dentes, 3 da arcada superior e 3 da arcada inferior, e serve para detectar a existência de cáries interproximais.

Rebasamento

Enchimento, com resina, de uma prótese móvel com o objectivo de melhorar a sua adaptação.

Restauração

Recuperação de um dente reconstruindo-o. Pode ser de 1, 2 ou 3 faces, consoante o número de paredes do dente a recuperar.

RVG

Equipamento radiográfico que não utiliza produtos químicos mas antes um processo digital para obter as radiografias (periapicais e bitewings).

S

Selante de fissura

Verniz protector das micro fissuras dos dentes (fissuras anatómicas fisiológicas), especialmente em crianças, para prevenir cáries. A sua aplicação não dispensa uma visita regular ao dentista dado que este verniz pode vir a esconder cáries que se formam por baixo do mesmo.

Sensibilidade dentária

A sensibilidade dentária é a dor de dentes causada pelo desgaste da superfície do dente ou do tecido gengival que resulta da exposição de raízes dentárias, em resultado da recessão gengival ou proveniente de cáries ou restaurações profundas.

T

Tártaro

O tártaro resulta da mineralização da placa bacteriana em reacção com a saliva e pode ser:

  • supragengival – localizado acima da margem da gengiva, ou seja, na superfície do esmalte.
  • subgengival – localizado abaixo da margem da gengiva, ou seja, na superfície da raiz.

Teleradiografia de perfil

Radiografia obtida com um equipamento extra-oral e que é fundamental para o estudo ortodôntico.